Representação feminina

Pela 1ª vez, TJD-AL tem mulheres nos cargos de presidente e vice-presidente

Ana Lydia e Daniela Borçato estarão à frente do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas para um mandato de um ano

07/12/2019 por Fernanda Medeiros

Pela primeira vez, o Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas (TJD-AL) terá duas mulheres ocupando os cargos de presidente e de vice-presidente de uma só vez. É que foram eleitas, na tarde desta terça-feira (6), as advogadas Ana Lydia de Almeida Seabra, para presidente do órgão, e Maria Daniela Lindoso Borçato, para o cargo de vice-presidente. 

Em 2013, o TJD-AL teve a primeira mulher eleita apenas como presidente, no caso, a advogada Walkiria Simone Ramalho, que foi aclamada no dia 30 de janeiro daquele ano para comandar aquela corte. Ana Lydia ocupará o cargo de presidente no lugar de seu antecessor, Vítor Antônio Teixeira.

Já o corregedor será Rafael Santos Dias. Todos têm um mandato de um ano, ficando à frente do TJD-AL até dezembro de 2020. Além do Pleno, o Tribunal tem três Comissões Disciplinares, com cinco integrantes cada uma, mas alguns cargos estão vagos e serão nomeadas mais três mulheres para ocupá-los.

"Nosso TJD-AL terá uma grande participação feminina", observou Felipe Medeiros Nobre, em contato com a Gazetaweb, ele que já foi presidente do órgão em 2017, quando tomou posse em julho daquele ano.

Além de Ana Lydia, Daniela Borçato e Rafael Dias, o Tribunal Pleno ficou com a seguinte composição: Matheus Guedes Malta Argolo (indicação da Federação Alagoana de Futebol-FAF), José Venâncio de Almeida Junior (indicação dos clubes), Felipe Medeiros Nobre (indicado pela OAB/AL), Vítor Antônio Teixeira Gaia (também indicado pela OAB/AL), Paulo Jorge Guedes Nunes (indicação do Sindicato dos atletas) e Rogério Melo Teixeira (indicação do Sindicato dos Árbitros).

A Procuradoria tem os seguintes integrantes: Talvanes Lins e Silva, Petrúcio Pereira Guedes, Márcio Alves Barbosa, André Felipe Alves Cardoso, André Felipe Firmo Alves, Gervásio Braz Bezerra e Alberto Anderson Romão dos Santos. O defensor é Josemberg de Ataíde Santos. Já o secretário geral é Osvaldo Lourenço da Silva Júnior.

O TJD-AL promove um rodízio informal, ou seja, sempre há um revezamento entre os nove integrantes do Pleno para ocupar a presidência e a vice-presidência, a fim de permitir que todos ocupem todos os cargos.


Fonte: GazetaWeb

Tags: pela 1ª vez - tjd-al tem mulheres nos cargos de presidente e vice-presidente