Estudos de OVNIs

Senado dos EUA quer regular programa de estudos sobre OVNIs do Pentágono

Para os senadores, os estudos não tratam sobre alienígenas, e sim sobre adversários militares dos EUA

24/06/2020 por France Presse

O Senado dos Estados Unidos quer regular as atividades da unidade do Pentágono que estuda objetos voadores não identificados (OVNIs) para que o público seja informado sobre suas atividades. O projeto também pretende que os vários ramos dos serviços de inteligência dos EUA compartilhem suas informações.

Em uma emenda ao projeto de lei de finanças de 2021 atualmente em debate, o comitê de inteligência do Senado endossa a "célula de trabalho do Pentágono sobre fenômenos aéreos não identificados", confirmando assim oficialmente a continuação das atividades daquela unidade revelada em 2017 pelo "New York Times".

Para os senadores, "fenômenos aéreos não identificados" não têm nada a ver com alienígenas em potencial, mas sim com verdadeiros adversários dos Estados Unidos.

Essa célula, vinculada ao escritório de inteligência naval das forças armadas, visa "harmonizar a coleta de informações e relatórios sobre fenômenos aéreos não identificados, seus possíveis vínculos com governos rivais e as ameaças que eles representam para equipamentos e edifícios do exército americano", indica o texto apresentado pelo senador republicano Marco Rubio, da Flórida, e publicado na semana passada.

Os Estados Unidos estão preocupados, entre outras coisas, com as capacidades de espionagem da China, com a ajuda de drones e outros veículos aéreos.
Embora reconheçam que é uma questão espinhosa, os senadores "pensam que a troca de informações e coordenação entre os serviços de inteligência sobre esse assunto são inconsistentes" e, portanto, desejam um relatório público e detalhado sobre as atividades dessa unidade de trabalho e fenômenos que tenha observado.

Se a emenda for aprovada, o Pentágono terá 180 dias para apresentar o relatório ao Congresso.

O Pentágono divulgou no final de abril três vídeos gravados por pilotos da Marinha americana, que mostravam fenômenos aéreos que o Departamento de Defesa chama de "não identificados". Veja acima.

Um desses vídeos com imagem em preto e branco é de novembro de 2004 e os outros dois são de janeiro de 2015. Eles circulavam na Internet há algum tempo, principalmente depois de publicados pelo "The New York Times".

Em um desses vídeos, é possível ver como um objeto se move rapidamente e, alguns segundos depois de ser detectado por um dos sensores da Marinha, desaparece após uma aceleração repentina.
Em outro vídeo, um objeto é visto acima das nuvens e o piloto é perguntado por um operador se é um drone.


Fonte: g1.globo.com

Tags: senado dos eua quer regular programa de estudos sobre ovnis do pentágono

Galeria de fotos