Delegacias alagoanas não têm delegado titular

Sindicato denuncia que 46,5% das delegacias alagoanas não têm delegado titular

Delegacias distritais fora da região metropolitana de Maceió só funcionam às terças, quartas e quintas, das 8h às 13h, ou seja, 15h por semana

06/08/2020 por Hebert Borges

Ainda que trabalhassem todos os dias ininterruptamente, os delegados Guilherme Iusten e Guilherme Sillero só conseguiriam estar uma vez por semana em cada delegacia pelas quais respondem.

Levantamento feito pelo Sindicato dos Delegados de Polícia Civil de Alagoas (Sindepol-AL) mostra que 46,5% das delegacias alagoanas não têm um delegado titular. Em números absolutos, são 67 delegacias nesta situação.

De acordo com a entidade, além dos dois Guilhermes que acumulam sete delegacias, cada, outros três delegados acumulam seis delegacias cada um. Outro acumula cinco, outros dois acumulam quatro, mais quatro delegados acumulam três unidades e 22 delegados respondem por, pelo menos, duas delegacias.

Segundo o Sindepol, atualmente, 90 delegados trabalham na atividade-fim, que é a investigação. A situação é ainda pior porque, segundo a entidade, as delegacias distritais fora da Região Metropolitana de Maceió só funcionam apenas às terças, quartas e quintas, das 8h às 13h, ou seja, 15 horas por semana.

Outro ponto levantado pelo Sindepol é o tempo despendido pelos delegados com plantões e investigações. Isso porque, exceto na Região Metropolitana da capital, os delegados passam mais tempo dando plantão do que, de fato, investigando.

Segundo o levantamento da entidade, a situação mais crítica é na Zona da Mata alagoana, onde - em maio deste ano - 60% do tempo dos delegados no trabalho foi reservado a plantões. Número semelhante com o registrado na área do Agreste e Baixo São Francisco, onde o plantão tomou 56% do tempo de trabalho dos delegados. No Sertão, o percentual de tempo em plantão foi de 58%.

Na Região Metropolitana de Maceió, onde funciona a maioria das delegacias especializadas e que conta com uma Central de Flagrantes, os números se invertem. Os delegados passaram 76% do tempo investigando crimes e apenas 24% dando plantão.

A Gazetaweb questionou à Polícia Civil de Alagoas (PC/AL), por meio da assessoria de imprensa do órgão, e recebeu a informação de que a instituição aguarda realização de concurso público para reforçar o quadro de pessoal. 


Fonte: gazetaweb.globo.com

Tags: sindicato denuncia que 46 - 5% das delegacias alagoanas não têm delegado titular