Candidaturas propostas

Mais de 7 mil candidatos começam campanha em AL a partir deste domingo

Serão 331 candidatos a prefeito, 331 candidatos a vice-prefeito, e, 6.626 candidato9s a vereador

26/09/2020 por Edivaldo Júnior

A contagem é regressiva. Em alguns comitês de campanha de Alagoas, especialmente em Maceió, tem gente contando os segundos para “disparar” nas redes sociais e aplicativos, especialmente Watsapp, as primeiras propagandas eleitorais.

Tem candidato (pode conferir daqui a pouco) que vai começar a propaganda logo após a meia-noite.A partir deste domingo, 27, todos estão autorizados legalmente a fazer a campanha.

E tem muita gente com vontade de ir às ruas. Até o momento, a página do aplicativo Divulgacand, do TSE, aponta o pedido de registro de mais de 7 mil candidatos nos 102 municípios de Alagoas. São 331 nomes para prefeito, outros 331 para vice e 6.626 para vereador. Números que ainda podem aumentar, porque alguns registros (feitos até este sábado) só serão atualizados amanhã na página do TSE.

As cidades com mais candidatos são Maceió e Arapiraca. Na capital de Alagoas, até o momento, temos 10 candidatos a prefeito e 558 a vereador disputa os 592,3 mil votos do município. A disputa é de dez para um na vaga de prefeito e de 22 candidatos para um nas 25 vagas de vereador (hoje são 21), a partir de 2021 .

Na capital do agreste, com 143,1 mil eleitores, a disputa será acirrada, mas não tanto quanto Maceió. São 8 candidatos disputando uma vaga de prefeito e 308 candidatos a vereador, o que dá 16 para cada uma das 19 vagas na Câmara Municipal (hoje são 17) a partir de 2021.

Terceiro maior colégio eleitoral de Alagoas, com 57,6 mil eleitores, Rio Largo terá apenas 3 candidatos a prefeito e 147 candidatos disputando uma das 11 vagas de vereador.

Quarto  maior colégio eleitoral do Estado, com 50,8 mil eleitores, Palmeira dos Índios terá três candidatos a prefeito e 152 candidatos que disputam uma das 15 vagas na Câmara Municipal.

O quinto maior colégio eleitoral, União dos Palmares, com 44,9 mil  eleitores tem tantos candidatos a prefeito quanto Arapiraca. São 8 nomes na disputa pela prefeitura e 202 candidatos tentando conseguir uma das 15 vagas de vereador.

Largada

Em Maceió e no interior, o dia será de mobilização de rua entre os principais candidatos a prefeito e vereador.

Na capital, Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) fará adesivaço no Estacionamento de Jaraguá; Davi Filho (PP) vai inaugurar o comitê de campanha na Avenida Gustavo Paiva e também fará, em frente, um adesivaço. A largada da campanha de JHC (PSB) será no bairro do Pinheiro, com um “ato simbólico”, depois ele percorre alguns bairros da capital num trio elétrico.

Disputa acirrada

Em Maceió, a disputa pela prefeitura será especialmente acirrada. No momento, quaro nomes tem chaces de ir ao segundo turno, segundo “leitura” das pesquisas.

O ex-procurador-geral de Justiça de Alagoas Alfredo Gaspar de Mendonça é o candidato do MDB, com o apoio do governador, Renan Filho e também do atual prefeito, Rui Palmeira, que indicou o vice da chapa, Tácio Melo. Gaspar também terá o apoio do senador Renan Calheiros (MDB), de alguns deputados estaduais e da maioria dos atuais vereadores.

O deputado federal JHC, do PSB, é outro nome forte da disputa. Ele conseguiu na reta final fechar aliança com o PDT e terá como vice o ex-governador Ronaldo Lessa, além do apoio do senador Rodrigo Cunha e de alguns deputados estaduais – entre eles Cabo Bebeto (PTC) e Davi Maia (DEM). Três vereadores de Maceió também apoiam JHC.

O deputado estadual Davi Filho (PP), conseguiu montar, mesmo com o perfil de candidato independente, uma coligação de seis partidos que vai lhe garantir o maior tempo no guia eleitoral. O seu vice é o médico Emannoel Fortes, do PSL. A chapa terá apoio da maioria dos deputados estaduais de Alagoas, do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Victor (SD), do deputado federal Severino Pessoa (Republicanos) e ao menos quatro vereadores de mandato.

Outro nome forte na disputa é o ex-prefeito Cícero Almeida (DC). A candidata a vice é Ana Cláudia Bezerra (PTB). Almeida terá pouco tempo no guia eleitoral e parte sem o apoio de lideranças políticas, mas conta com o recall (lembrança) do seu nome entre os eleitores.

Os demais candidatos parte para uma disputa em que terão pouco tempo de rádio e TV e quase nenhum apoio de políticos de mandato. A exceção é o candidato do PT, Ricardo Barbosa. Advogado e presidente estadual do partido, ele terá como vice Élida Miranda (PT) e contará com o apoio do deputado federal Paulão (PT) e de alguns movimentos sindicais e sociais.

Na disputa pela prefeitura de Maceió temos ainda, o engenheiro Josan Leite, que ficou em segundo lugar na disputa pelo governo em 2018. De direita, ele espera conquistar mais uma vez os votos de bolsonaristas.

A esquerda também estará na disputa com outros três candidatos: a ex-reitora da UFAL, Valéria Correia (PSOL), o oficial de Justiça Cícero Filho (PC do B) e a jornalista Lenilda Luna (UP).

Outro nome na disputa é o do ex-prefeito de Maceió Corintho Campelo (PMN).


Fonte: gazetaweb.globo.com

Tags: mais de 7 mil candidatos começam campanha em al a partir deste domingo